sábado, 8 de janeiro de 2011

Retorno à Inocência

Parado de frente ao jardim, ele tentava compreender como os colibris se mantinham suspensos no ar, beijando a roseira. Seus olhinhos espremidos tentavam acompanhar o bater ansioso das asas dos bichinhos, e sua frustração era não poder acompanhá-las.


Maravilhada, uma garotinha menor parou ao seu lado e sorriu dizendo: "Vê? Não são lindos?" - ele sorriu e respondeu: "Sim, são lindos beija-flores..." - franzindo a testa, ela se virou para o garoto, e sem entender, perguntou: "Onde?" - sem olhar para ela, ele apontou a roseira, balbuciando: "Ali, não vê?"

Ela fitou a roseira novamente, com interesse, e comentou: "Ahhh... eu falava dos unicórnios que estão beijando as flores... mas você é daqueles que só vê colibris" - ele estranhou o comentário, e continuou fitando os pequenos pássaros ao redor das flores. De repente, seus olhos piscaram, e ele teve a impressão de ver pequenos cavalinhos, com um chifre comprido na testa, brincando entre as pétalas vermelhas.

Assustado, ele virou-se para menina dizendo: "Não! Eu vi unicórnios!" - e ela, sem olhar para ele, sorriu dizendo: "Eu sabia que você estava aí dentro, em algum lugar..."

4 comentários:

Pandumiel Tunmarë disse...

Lindo, belíssimo seu escrito!
Estamos todos adormecidos, e precisamos só da ajuda dos acordados para abrir os olhos! `^^´

Bjus

Cáh disse...

tenho certeza que esta ai dentro, em algum lugar!


;)

Um Beijo

Da Silva disse...

Se você estiver aí dentro, o ideal é que saia sozinho. Mas, se não sair, cerveja e samba na companhia doa amigos podem ajudar muito.

Agora, convenhamos, ainda quem não vê os unicórnios pode se maravilhar com os beija-flores, por que não?

forte abraço

Ana Carolina disse...

Não é atoa que sou apaixonada por crianças, são meus mestres e me ajudam a crescer um pouquinho todos os dias. Inocencia, leveza e 'sinceridade' são virtudes que tinhamos na infancia e que acabaram se perdendo em meio aos percaustos da vida!