quinta-feira, 6 de maio de 2010

Escuta aqui!


Talvez você ainda não tenha se dado conta, por isso vou te dizer algumas coisas. Senta aqui do meu lado e mantenha a boca fechada por um instante. Não, não se preocupe, não tenho porque brigar contigo. Muito pelo contrário. É que eu preciso do seu silêncio para poder falar. Sua voz me deixa embebido em sorrisos, e nesse momento eu preciso de raciocínio, e não só da felicidade que você me proporciona. Portanto, não me enfeitice com seus olhos brincalhões, por favor. Deixe-me falar com a seriedade que o assunto pede. Mantenha-se em silêncio, pois é o seguinte:

Eu quero que você esteja ciente que desde o momento em que acordo, até o momento em que vou dormir, estou pensando em você. Meus sonhos falam de você, e eu vejo seu rosto toda noite. Não é obsessão, nem mania. É só que sinto sua presença tão fortemente em meu dia, que tudo o que me acontece me faz pensar: “preciso lembrar de te contar”... isso quando não pego o telefone e te ligo, mas só de ouvir a sua voz já esqueço tudo o que tinha a dizer.

Por este motivo resolvi ter essa conversa contigo, assim, agora. Quero que você veja nas entrelinhas do que digo aquilo que não consegui dizer até agora. Quero que sinta nos pormenores das minhas palavras o sentido da frase que nunca disse, mas que insiste em vir até minha garganta, quase implorando pra sair. Sei que não é o momento, não vou dizer ainda... pois quero que você fique em paz.

Hoje eu senti todas as minhas emoções convergindo para um sentimento abrupto e feroz de pura saudade. Não tirei meu pensamento de você, de seus detalhes, do desenho de seu rosto. Fiquei sonhando acordado com o momento em que finalmente poderia te abraçar e sentir sua pele em meus dedos e seus lábios em minha língua. Percebi o como e quanto eu te quero. Percebi o quanto e tanto que quero seu bem.

Não importa aonde você for, eu não quero que sinta dor. Sua vida precisa ser feliz e sempre melhor do que está. Eu já interiorizei isso como sendo minha missão. Quero te fazer bem, quero te ver melhor a cada dia. Não que você precise de melhoras... é só que quero te ver crescer sempre, ao infinito. Não se preocupe com nada, eu tomo conta de você.

Entretanto, quero-te livre. Para ir e vir, fazer e acontecer, e sempre dizer o que quer e pensa. Não precisa me agradar, apenas manter a sinceridade que há entre nós. E se por algum motivo isso for abalado por um mal entendido, entenda bem: converse! Me fale! Me explique o motivo de sua desconfiança. É assim que tenho feito contigo, e é assim que a gente vai sempre se entender.

Enfim, na verdade, eu quero apenas que você se sinta confiante para se tornar uma criança quando precisar chorar, e não se sinta “menor” por me demonstrar suas fraquezas. Eu já acredito tanto em sua força e sua garra, que mesmo que eu te veja aos prantos e em desespero, minha confiança no seu potencial não será abalada. Saiba que você sempre vai ter meu colo, porque eu te adoro, e isso aumenta cada vez mais. E eu também quero que você siga em frente, sempre, para onde desejar... vou estar bem ao seu lado...

Era só isso o que eu tinha pra dizer. Agora posso te beijar? Ficar assim do seu lado sem demonstrar o que sinto, está me matando por dentro...

2 comentários:

Pucci disse...

Como já disse antes, esse texto me lembrou um do Caio Fernando "Para uma avenca partindo". Adorei.

Adorei também a imagem.

bjos Lindo

bárbara disse...

É assim.