domingo, 26 de abril de 2009

Um pouco de tudo

Mais uma dose. É só o que eu sei pedir. A madeira sob meus braços e o copo sobre ela é todo o meu universo. Nem me questiono sobre o talento dos rapazes que tocam jazz na banda... meu foco é a dose, o balcão, o garçom e minhas lembranças. Fica tudo tão fosco quando visto através do álcool, que seus demônios parecem ridiculamente inofensivos...

O perfume que invade meu nariz é tão vagabundo, que de certa forma me lembra que não estou onde eu realmente queria. Pisco mais de uma vez e vejo que se trata dos cabelos dela. É apenas mais uma, seduzida pela minha jaqueta de couro e sorriso malicioso. Não sei por que essa vadia não para de me beijar, será que ela não vê que não é ela quem eu queria? Mas como não costumo dizer o que penso, apenas sorrio novamente, derretendo seu coração cigano, e beijo-a novamente.

Aquele passar de língua nos lábios, conduzindo minha língua para os lábios seus, e a mordida no meu lábio inferior, repentinamente me lembram o que eu quero esquecer. E eu a afasto com um empurrão, que quase a joga no chão. Volto para meu balcão e bebo do copo num gole só, e peço mais.

Aborrecida, a vagabunda parte para cima de mim, xingando, chorando e me chamando de nomes que nem consigo lembrar. A banda não para, e isso põe um bizarro som de fundo para toda aquela cena, que eu jamais vou esquecer. Definitivamente, jazz não combina com vagabundas que gritam! Mas eu não ligo.

Pego minha jaqueta e deixo o bar. Andar pelas ruas de madrugada, de repente, se tornou um vício...

Comentando Comentários
Obrigado pelos comentários! E vamos comentá-los, então...

Pucci: Pânico? Quem falou em pânico? o.O *arrancando os cabelos*
Da Silva: O que fode, é que isso vem parar justo aqui, no meu bolso! rsssss
Duas Caras: Valew! ^^ Agora alguém avisa os americanos que isso é idéia de jirico?

3 comentários:

Pucci disse...

Perfeito. Sexy. Forte.

Adorei!

;)

Pimentinha disse...

:O

muito bom!

:*

Jonatan Bandeira disse...

Achei ótimo o resumo proveniente de suas sinapses, excelente. Fico feliz por encontrar um Blog que produz com eficiência. Parabéns pela ótima descrição intertextual.

"Volto para meu balcão e bebo do copo num gole só, e peço mais". Que bom que você também gosta de Goles (rs), e aqui eles sobreporam "Ela", a mulher. Adorei a foto do GOLE. (rs)