sexta-feira, 20 de março de 2009

Sobre as carências

Depois de ler o post “Você também quer ser admirado”, no blog Você me faz rir (VCMFR) – onde, por acaso, também escrevo (merchan! merchan!), e ficar alguns looongos minutos olhando, aturdido, o campo “Par perfeito” do meu perfil no Orkut, cheguei a algumas conclusões estranhas...

Assim como o texto do VCMFR dizia, creio que o ser humano seja carente por natureza. E Maslow não me deixa mentir, se observado com carinho. Também acredito (como diz o texto) que essa carência seja transferida para o relacionamento, quando amamos, e cobramos (ainda que instintivamente) atenção e cuidado. Entretanto, acredito que a carência se manifesta de maneira diferente em cada pessoa – e se algum(a) psicólogo(a) ler isso, por favor, nos explique ainda que superficialmente.

Essas divagações me levam ao campo do Orkut, onde parei e refleti: qual a minha carência? Assim defini:

"Par perfeito, para mim, é alguém que seja cúmplice, como na máfia italiana. Alguém que mantenha sua lealdade à qualquer custo, pois eu vou mergulhar fundo, e mantê-la sob todas coisas. E que essa pessoa compreenda que ‘lealdade’ vai além de ‘fidelidade’. Ser leal é não trair nem meus pensamentos, meus desejos, meus planos. Pois eu serei assim também. Par perfeito é aquele que olha nos teus olhos enquanto você coloca um plano em prática, em público, e com um ar completamente natural, quase blasé, te apóia e afirma para todos: ‘é isso mesmo’!

Par perfeito tem que ter planos, atitude, força. Tem que tomar decisões firmes e ser firme. Tem que ter sonhos, ambição. Tem que ser alguém que queira crescer na vida, destacar-se, fazer fortuna e sucesso, seja lá o que for que decida fazer. Não gosto de pessoas dependentes. Porém, tem que levar em conta que eu também serei assim, e farei tudo isso. E no final do dia, vamos trocar figurinhas, contar como foi nosso dia, e nos apoiar para o dia seguinte.

Par perfeito tem que ter carinho fluindo pelos poros. Não aquele melodrama, cheio de açúcar. Carinho legítimo! Abraços, beijos, cheiro no pescoço enquanto preparamos o jantar. Alguém que se sinta bem em demonstrar que ama, em fazer piadas sobre o que eu estiver vestindo ou meu cabelo, que ache engraçado nossos defeitos – sem medo de me ofender, pois sei ser compreensivo, se a pessoa for também.

Par perfeito tem que saber se portar. Tem que ter educação. Tem que saber deixar bem as pessoas que amo. Tem que conquistar meus parentes com sorrisos, bom papo e simpatia – e geralmente eles são facilmente conquistados, pois me amam, e se eu estiver bem, estarão bem, também. E tem que curtir meus amigos, se divertir com nossos papos. Eu vou fazer tudo isso, e me esforçar ao máximo para conquistar a família e ser amigo dos amigos de quem estiver ao meu lado.

Par perfeito tem que compreender que eu lido com gente e arte, o dia inteiro. Por isso, tenho uma tendência – muito acentuada – à enlouquecer. E quando isso acontecer, tem que ter rebolado e me abraçar, me fazendo lembrar que posso baixar minhas armas e relaxar – pois já saí do campo de batalha. E ‘se um dia eu chegar muito estranho, deixe essa água no corpo lembrar nosso banho’... e cuide bem de mim. Pois vou cuidar dessa pessoa com todo e total zelo, que vou esquecer de cuidar de mim mesmo.

Par perfeito não precisa ter pudores comigo. Serei amigo, marido e amante. Serei profundo e constante, e fugirei da rotina se isso for agradar. Serei um homem nas horas em que eu precisar ser forte, e serei um menino quando a pessoa quiser exercitar sua força. Me dôo, e aceito doações. Me rendo, e aceito tréguas. Amo muito... e aceito o amor.

Se meu par for assim, seremos um casal implacável!"

8 comentários:

Duas Caras disse...

humm acho q par perfeito tbm implica em admiração...

só gosto de quem admiro

MateusDka disse...

Meu amigo, se a pessoa agir da forma como mencionei, não vou apenas admirá-la... Serei devoto fiel e incorruptível!

coizinha disse...

querido, tenho uma pessima noticia a te da:

é muito provavel que seu par perfeito exista apenas na sua cabeça...rs

brincadeira a parte, rarissimas vezes encontramos o par perfeito. e quando isso acontece, nao o reconhecemos e consequentemente o perdemos...
a vida nao é facil.

desejo sorte

;)

Da Silva disse...

Essas condições q vc coloca são, com outras palavras, aquelas mesmas q o padre diz no casamento: Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na pobreza e na riqueza (essa última, no meu caso, ainda não aconteceu).

Karla Moreno disse...

Agora, a gente volta pra árdua e cruel realidade, par perfeito nao existe minha gente! hahahah :')

Par perfeito é só um casulo fechado que muitos gostam de acreditar, mas nesse casulo nao existe ninguém além da pura imaginação limitada em acreditar em principes e princesas encantados! A realidade é essa, é claro que existe aquele(a) predestinado(a) que combina com voc, que vai te amar por mtos e mtos anos, que será boa companhia, e terá o biotipo de algm preparado e maduro o suficiente pra encarar um relacionamento saudável e duradouro, os quais é indispensável ter...

MAS, sem contos de fadas e listas intermináveis de "como deve ser o par perfeito". Pq qndo o par perfeito aparecer, aposto q a lista já nao vai fzr nem sentido, os fatos e sentimentos já dizem TUDO por sí só!

Beeijo Mateus, meu comentário foi grande pq to com saudade daqui, meu curso tá tomando mto meu tempo,
Kakau.

Karla Moreno disse...

Ah .. mais uma coisinha!

Falando sério, jura q existe mesmo esse lance de café com manteiga??

ehuehuaa =)

Karla Moreno disse...

Mais uma ooutra coisinha.. rs

tem selo pra voc lá no meu blog! =]

beeijos.

Mary disse...

"alguém que seja cúmplice, como na máfia italiana" uahauahuaha bouaaa
Mas falando serio, se esse par tiver senso de humor, ciume controlado e companherismo, tudo isso q vc disse é alcançavel.

pelo menos eu achei o meu!!XDDD
grooonnnnnnnnn