segunda-feira, 16 de março de 2009

Bons momentos, um coice e R$ 20


Não necessariamente nessa ordem, as coisas podem acontecer, sim! Quando você menos espera que a vida te surpreenda, a danadinha vai lá e te prova que o mundo ainda gira, e que você está vivo!

Foi numa dessas “reboladas” do mundo que descobri que algumas pessoas me admiravam, amuadinhas, quietinhas em seus cantos. Logicamente meu ego deu piruetas de felicidade, mas após alguns minutos de sabedoria em companhia desses espíritos evoluídos, eu descobri que na verdade eu as admiro muito mais do que elas a mim. Pessoas fenomenais, inteligentes, sensíveis, compreensivas e compreensíveis. Não consigo imaginar onde é que eu estava antes que não tinha conhecido este povo...

O mundo rodou e também descobri que existem certos problemas seus, que não estão, necessariamente, em você. Às vezes você não gosta de "comer chocolate" com uma determinada pessoa, e isso não significa que você não goste de "chocolate"! E eu cheguei a me martirizar por pensar que, talvez, eu não gostasse de "chocolate". E foi com muito receio que fui "comer chocolate" com outro alguém... e descobri... que sou tarado por "chocolate", amo de paixão, do fundo do meu coração, adoro comer "chocolate", e ele faz muito, muito, muito bem.

Descobri que às vezes as pessoas fazem coisas que você intimamente não gosta, mas compreende. Foi assim quando me cobraram os R$ 30 que um dia eu pedi emprestado. E eu pensei em dizer “Puta que pariu, será que você não sabe que eu estou tão mal?”, mas refleti bem e compreendi que se você sabe que a dívida é sua, então é seu dever “se lascar” para quitá-la, sem reclamar. E assim o fiz.

Porém, passa-se um tempo, o mundo dá suas voltas providenciais, e quando você vê: a mesma pessoa lhe deve R$ 20.

Num momento de despeito, você decide que é hora de reaver o que é seu por merecimento, e ignorando todas as informações financeiras da pessoa, faz a cobrança (e olha que você segura este momento até quando pode, por ser algo tão chato). E você, que abafou firmemente o berro no fundo da garganta para não magoá-la naquele momento anterior, recebe um coice, firme e colocado, bem no meio do peito.

É, a vida é engraçada. Ela te dá bons momentos, te devolve o prazer de "comer chocolate", e ainda te recupera R$ 20 num momento de sufoco. Só que é lógico que isso não fica barato, então você leva um coice. Talvez seja a vida te mostrando que ela não é tão boazinha ou não quer que você se torne um bundão. Ou será que ela quer que eu usufrua do que conquistei?

Agora serei “obrigado” a me divertir com novos papos, quitar minhas dívidas (até o valor de R$ 20 – então, se eu estou te devendo, não se anime muito!), e encher a cara de mais, e mais, e mais, “chocolate”... ah, como é bom...

2 comentários:

Cáh disse...

A vida é realmente engraçada, Uma segunda, uma pantufa e um adeus! rs
Seja lá que gosto tem esse chocolate! seja feliz agora.. pensa, vc só deve 10$ nas minhas contas...rs

Beijos

MateusDka disse...

Devo é? Não tô sabendo disso não! *olhar distraído*