quinta-feira, 12 de março de 2009

1.000 rosas roubadas


Quem não gosta de flores? Eu as adoro. Não é habitual que um homem as ganhe, numa cesta com ursinhos de pelúcia, chocolate, ou num simples buquê. Em todo caso, gosto delas mesmo assim... Gosto da cor das flores, vistas de longe ou de perto, e analisadas com cuidado. É como se pudéssemos olhar dentro dos olhos de alguém, fitando seus detalhes, com os lábios próximos de um beijo. E seus traços, suas formas, me inspiram.

A textura das pétalas e das folhas, eu gosto quando roçam em meu rosto. Eu as sinto como dedos delicados me acariciando a pele, como num filme que vi, em que o toque das orquídeas levava um corpo à loucura. E o cheiro suave das flores me lembra cabelos, sedosos, macios, onde gosto de me emaranhar. Ah, sim! Eu gosto muito de flores.

Entretanto, não me faça uma cena piegas, copiada de uma música, de um louco artista. Não tente me conquistar com flores, bombons ou ursinhos de pelúcia. Embora eu deixe minha sensibilidade sempre à vista, não serão presentes que vão me adoçar. Não é só com isso que vai me conquistar. Então, não me traga mil rosas... ainda que tenha sofrido para rouba-las.

Também não adianta fazer, agora, tudo aquilo que sempre quis que fizessem por mim. Isso não resolve os problemas, nem amolece meu coração. Por alguém eu morri, e agora renasço em outro corpo, em outra mente. Sinto que não sou mais o mesmo. Não sou o cara que todos conheceram. E se você ainda for a mesma pessoa, esqueça.

Eu não quero alimentar esperanças. Só quero mostrar pra você como é bizarro tentar me ganhar, fazendo tudo àquilo que eu sempre pedi que fizesse por mim. Já que mudamos, nos transformamos em outras pessoas, como pode tentar me ganhar com as mesmas promessas assim?

3 comentários:

Karla Moreno disse...

Seu blog tá difernete ou é impressão minha? Tá bonito! =D

Pois é verdade, meu caro!
Mudanças acontecem, querendo ou não!
Faz parte de nós, já não devemos nos surpreender com isso, por mais que algumas mudanças sejam gritantes!

E seu texto tem quase tudo a ver com o meu! =O

Arrependimento à vista no fim do texto! Quando nada mais adianta, devemos procurar saídas justas, e nos manter longe da palavra "decepção". A descoberta é bem mais natural quando a gente para de ver as coisas com cautela e procura não se entregar a tudo, pular em queda livre, os arranhões futuros podem virar presentes. E nem mil rosas roubadas compensarão esse estrago.

Pucci disse...

é facil tentar conquistar com presentes ...
dificil é quem se deixe levar por eles
dificil é conquistar com atitudes sinceras e sentimento verdadeiro, isso sim é dificil ...

bjos lindo! =*

Cris disse...

É verdade...um dia td pode ser tarde d+...


escreve mt bem mah...q concordo com a colega..o blog ta lindo..
beijos adoro!